Arquivo de Tags: Campeonato Brasileiro de Turismo

Raphael Reis vence em Goiânia

Não se pode negar que a chuva sempre traz um tempero especial às corridas. E foi com pista molhada, na manhã deste domingo (19) em Goiânia, que a prova final da sétima e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro de Turismo foi uma das melhores do ano. Disputas do início ao fim, várias ultrapassagens, e dois carros cruzando a linha de chegada a centímetros um do outro. A vitória ficou com Raphael Reis, sua primeira na categoria, que soube se aproveitar do melhor momento para ultrapassar Gabriel Robe, que largara na primeira posição.

“A equipe fez um trabalho muito bom, porque o carro estava excelente na pista molhada. Consegui a ultrapassagem ainda na parte inicial da corrida, usando o push, já que eu havia guardado alguns da corrida de sábado, e consegui aproveitar deste benefício”, explicou. “Dali em diante foi só olhar para frente e seguir para a vitória”, concluiu o piloto da W2 Racing, que subiu da sexta para a terceira posição na tabela, com 117 pontos, e é um dos poucos que ainda alimentam chances matemáticas para a etapa final.

Na segunda posição ficou Gabriel Robe, líder do campeonato agora com 154 pontos. Nas voltas finais, o gaúcho da Motortech ensaiou alguma pressão sobre Reis enquanto Gaetano di Mauro também se aproximava. Na última volta, passou a ser pressionado pelo adversário. Na linha de chegada, Robe cruzou centímetros à frente de di Mauro; no cronômetro, apenas 27 milésimos de segundo.

“Gosto muito de correr na chuva, porque é sempre muito disputado. Larguei na ponta e acabei perdendo a liderança, mas depois fui buscando o Reis, que ia num ritmo bem forte. No finalzinho o Gaetano chegou e ficou uma briga de três pilotos pela vitória. Eu queria atacar, mas ao mesmo tempo tinha de me defender. Foi uma corrida muito emocionante e também muito importante para o campeonato”, disse o gaúcho, que alimenta 34 pontos de vantagem com 40 em jogo na etapa final que acontece em Interlagos no dia 10 dezembro. “É uma vantagem boa, mas a etapa final acaba sendo uma loucura, pois os pilotos com menos chances partem para o tudo ou nada enquanto eu tenho de ser mais conservador. Chegar com esta vantagem é ótimo, mas o título só vai ser decidido na bandeirada final”, afirmou.

Gaetano di Mauro, terceiro na prova e vice-líder da competição, teve uma prova de início complicado, e também enfrentou mais percalços no decorrer da disputa. O principal problema, a visibilidade. “Com todos os problemas que eu tive, foi muito bom. Tive que fazer uma parada ainda antes da largada e sair atrás me proporcionou uma boa recuperação. Contudo, eu estava sem o limpador de para-brisas, então eu não tinha visibilidade nenhuma quando estava colado em outro carro. O importante foi salvar estes pontos para o campeonato, o que estava bem difícil. Agora vamos com tudo para Interlagos tentar o título”, falou o piloto da W2 Racing. Gustavo Frigotto e Pietro Rimbano fecharam os cinco primeiros que subiram ao pódio na manhã goiana.

Robe soma 154 pontos contra 120 de di Mauro. Reis, com 117, e Frigotto, com 115, são os únicos pilotos que ainda podem sonhar com o título da temporada 2017. Interlagos recebe a grande decisão, com pontuação dobrada, no dia 10 de dezembro.

Texto: Vicar
Foto: Fernanda Freixosa/Vicar – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Alterada datas das últimas etapas da F3 Brasil

A Fórmula 3 Brasil alterou as datas das duas últimas etapas da categoria. As corridas que aconteceriam em Goiânia, no dia 7 de outubro, e em Interlagos, no dia 2 de dezembro, integrarão o evento da Stock Car nas mesmas praças nos dias 19 de novembro e 10 de dezembro, respectivamente. 

Com isso, a Fórmula 3 Brasil disputará as provas em conjunto com Stock Car, principal categoria do automobilismo brasileiro, além das provas do Campeonato Brasileiro de Turismo, Copa Petrobras de Marcas e Mercedes-Benz Challenge. Todas as competições são organizadas pela Vicar Promoções Desportivas

A Fórmula 3 Brasil atualmente é dividida em dois campeonatos: a F3-A, com monopostos de 260 cavalos de potência e câmbio sequencial de seis marchas, é liderada pelo piloto Guilherme Samaia. A F3 Light, disputada com motores de 260 cavalos e câmbio manual, tem Igor Fraga como líder da competição.

Texto: Vicar
Foto: Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Giulio Borlenghi vence após largar de último

Mais um estreante conquistou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro de Turismo em Londrina. Depois de Vitor Baptista na prova realizada no sábado, Giulio Borlenghi repetiu seu companheiro na Full Time Academy e mesmo largando na última posição do grid venceu a segunda prova da rodada dupla realizada neste domingo (10/09) na cidade paranaense. Gabriel Robe, líder do campeonato, Gustavo Myasava, Lucas Peres e Guto Matiazzi completaram o pódio.

A corrida começou com Lukas Moraes ultrapassando Gabriel Robe na largada e Marco Cozzi logo nas primeiras voltas. Mas a saída do carro de segurança na abertura da parada obrigatória ajudou Borlenghi a decidir em poucos segundos a estratégia que o levou a cruzar a linha de chegada em primeiro. “Estou sem palavras para descrever o que foi essa corrida. É a minha primeira vitória na categoria, largando em último, arrisquei desde o começo e decidi entrar no box para a parada obrigatória no momento certo, acabei conquistando a vitória na estratégia. Foi difícil conter a emoção nas últimas voltas”, comentou o piloto.

Gabriel Robe também enfrentou obstáculos na prova. Largou na primeira fila, mas na primeira volta sofreu um toque de Gustavo Frigotto que o jogou para as últimas posições. Com uma boa estratégia na parada, retornou ao pelotão da frente, cruzando a linha de chegada em segundo. O resultado coloca Robe na liderança da competição, 24 pontos a frente de Gaetano di Mauro. “Em um final de semana de corrida tem muitos fatores que ajudam o piloto a sair com um saldo positivo. Minha estrela brilhou aqui em Londrina. A etapa foi muito boa, a equipe trabalhou muito bem para achar um acerto ideal. Chegamos aqui um ponto atrás do Gaetano di Mauro e agora estamos 24 na frente. Estamos caminhando para brigar pelo título”, explicou o gaúcho.

Quem também entrou no box no momento certo foi Gustavo Myasava, que largou em penúltimo e chegou em terceiro na segunda corrida. “Largar em penúltimo e chegar em terceiro é uma grande vitória, tenho que agradecer a toda equipe pelo excelente trabalho. Foi uma prova de superação para mim, tive que manter a calma para fazer tudo dar certo”.

A sétima e penúltima etapa da temporada 2017 do Campeonato Brasileiro de Turismo será realizada em Goiânia, no dia 19 de novembro. 

Texto: Vicar
Foto: Fernanda Freixosa/Vicar – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Myasava conquista pódio em Londrina

Depois de ser tirado da pista logo no início da corrida de ontem, o paranaense Gustavo Myasava fez uma grande corrida hoje (domingo) pela manhã e venceu a segunda prova da sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo, disputada no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, no Norte do Paraná. O piloto da equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Hotel e Casino Acaray/Noma conquistou o terceiro lugar depois de ter largado em 16º. A vitória foi de do paulista Giulio Borlenghi.

Para Gustavo Myasava, largar em 16º e conquistar o terceiro lugar é um grande resultado, que tem que ser comemorado com entusiasmo. Foi frustrante abandonar a corrida do sábado em função de um toque logo após a largada. O pódio era a nossa meta e conseguimos o objetivo. Foi uma corrida de superação e só tenho que agradecer a equipe pelo carro competitivo que nos colocou a disposição”, afirma Gustavo Myasava.

Pedro Saderi, o outro piloto da equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Hotel e Casino Acaray/Noma, também sofreu com toques em Londrina. Correndo em casa, ele pontuou nas duas provas, sendo o nono colocado ontem e o oitavo hoje.  

A sétima e penúltima etapa da temporada 2017 do Campeonato Brasileiro de Turismo será realizada em Goiânia, no dia 19 de novembro.

Texto: Luiz Aparecido da Silva
Foto: Vanderley Soares – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Myasava inicia o Projeto Cascavel de Ouro

O cascavelense Gustavo Myasava inicia neste fim de semana o Projeto Cascavel de Ouro. Piloto da equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Hotel e Casino Acaray/Noma no Campeonato Brasileiro de Turismo, Myasava confirmou na tarde de hoje (quinta-feira) sua participação na quinta etapa do Campeonato Metropolitano de Marcas de Cascavel, a ser disputada no próximo domingo, no Autódromo Zilmar Beux. Nesta prova ele inicia a preparação do Volkswagen Gol para a Cascavel de Ouro, prova ser disputada no dia cinco de novembro, em Cascavel. Além do troféu em ouro puro, a dupla ou trio vencedor da prova receberá um cheque de R$ 100 mil como prêmio.

Gustavo também confirmou o londrinense Pedro Saderi, atual parceiro na MRF no Brasileiro de Turismo, como seu companheiro na Cascavel de Ouro. “Formamos uma dupla bem entrosada no Brasileiro de Turismo e isto é importante para a Cascavel de Ouro. Os preparativos iniciam neste fim de semana, quando disputarei o Metropolitano de Cascavel. Teremos muitos outros treinos e se possível disputaremos outras etapas do Metropolitano”, completa Myasava.

Esta será a terceira vez que Gustavo Myasava disputará a Cascavel de Ouro. Em 2015, formando dupla com Victor Franzoni, atualmente no automobilismo dos Estados Unidos, ele se sagrou vice-campeão. Já Pedro Saderi irá competir pela primeira vez na tradicional prova do automobilismo paranaense.

Texto: Luiz Aparecido da Silva
Foto: Vanderley Soares – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Depois de pontuar em sua estreia na equipe MRF em Curitiba, o piloto de Londrina quer pontuar nas provas de Curvelo e com pelo menos um pódio

Pedro Saderi irá correr pela primeira no Autódromo de Curvelo, em Minas Gerais, neste fim de semana. O piloto de Londrina defenderá a equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Hotel e Casino Acaray/Noma na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo com a expectativa de pontuar nas duas provas e com o pódio em pelo menos uma delas.

Apesar de não conhecer o circuito, Pedro Saderi diz que as perspectivas para a etapa mineira são boas. “Não conheço a pista, mas vou me dedicar ao máximo e dar o meu melhor para conseguirmos bons resultados. A meta é pontuar nas duas provas e com o pódio em pelo menos uma delas. A etapa de Curitiba foi de muito aprendizado e foi muito bom estrear na equipe e na temporada pontuando”, afirma Pedro Saderi.  

A programação da etapa de Curvelo começa na sexta-feira, com duas sessões de treinos livres, a serem realizadas das 10h20 às 11 horas e das 15h20 às 16 horas. No sábado, o warm up será das 8h30 às 8h50; das 19h40 às 10h50 será realizado o treino classificatório para definição do grid de largada para a primeira corrida, que tem sua largada prevista para às 15h55. A segunda corrida será no domingo, com largada programada para às 9h10.

Texto: Luiz Aparecido da Silva
Foto: Vanderley Soares – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Estreia com pontos para o piloto Saderi na MRF

Pedro Saderi estreou na equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Hotel e Casino Acaray/Noma pontuando. Depois de ter escapado da pista para não bater em um concorrente na prova de ontem, o piloto de Londrina conquistou o nono lugar na segunda prova da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo, disputada na manhã deste domingo (02) no Autódromo Internacional de Curitiba, e marcou seus primeiros quatro pontos na temporada.

Disputada com uma chuva fina, a prova teve a vitória do paulista Gaetano di Mauro, que completou as 21 voltas da prova em 37m46s966. A melhor volta da corrida foi do paranaense Gustavo Myasava, compaheiro de Saderi na MRF Motorsport/Drugovich Peças/Hotel e Casino Acaray/Noma. Na sexta volta, o vencedor da corrida de ontem fez o tempo de 1m34s160, andando à média horária de 141,2 Km/h.

Contente com sua performance no fim de semana, Pedro Saderi diz que os resultados foram satisfatórios, levando-se em conta que há três anos não andava com um carro de Turismo. “Foi um fim de semana de muito aprendizado. A equipe está de parabéns pelo trabalho e teremos bons resultados a comemorar o restante da temporada”, acentua Pedro Saderi.
A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo será disputada nos dias 22 e 23 deste mês, em Curvelo, interior de Minas Gerais.

Resultado da segunda prova de Curitiba
1º) Gaetano di Mauro, com 21 voltas em 37m46s966
2º) Gabriel Robe, a 8s656
3º) Marco Cozzi, a 23s933
4º) Pietro Rimbano, a 24s273
5º) Luca Milani, a 29s945
6º) Lukas Moraes, a 33s917
7º) Vitor Baptista, a 48s105
8º) Gustavo Frigotto, a 49s413
9º) Pedro Saderi, a 50s671
10º) Giulio Borlenghi, a 54s549
11º) Mateus Muniz, a 54s627
12º) Raphael Campos, a 1m08s105
13º) Renato Braga, a 1m21s417
14º) Antonio Matiazzi, a 1m32s218
15º) Lucas Peres, a 1 volta
16º) Raphael Reis, a 1 volta
17º) Gustavo Myasava, a 1 volta.
18º) Tuca Antoniazzi, a 2 voltas
19º) Fernando Croce, a 10 voltas.

Classificação do campeonato após quatro etapas (oito provas)
1º) Gaetano di Mauro, com 83 pontos
2º) Pietro Rimbano, 83
3º) Gabriel Robe, 82
4º) Luca Milani, 72
5º) Gustavo Frigotto, 66
6º) Gustavo Myasava, 60
7º) Raphael Reis, 54
8º) Guido Borlenghi, 54
9º) Edson Coelho, 47
10º) Mateus Muniz, 41
11º) Marco Cozzi, 34
12º) Vitor Baptista, 33
13º) Tuca Antoniazzi, 16
14º) Fábio Fogaça, 11
15º) Lukas Moraes, 11
16º) Dudu Taurisano, 8
17º) Raphael Campos, 7
18º) Pedro Saderi, 4
19º) Antonio Matiazzi, 3
20º) Lucas Peres, 3
21º) Fernando Croce, 2
22º) Renato Braga, com 1 ponto

Classificação do campeonato de equipes
1º) RKL Competições, com 149 pontos
2º) W2 Racing, 137
3º) Motortech, 123
4º) MRF Motorsport, 111
5º) Full Time Academy, 87
6º) Nascar Motorsport, 37
7º) Motorsport, 16
8º) L3 Motorsports, 6
9º) C.A. Competições, com 2 pontos

Foto: Vanderley Soares/Divulgação
Texto: Luiz Aparecido da Silva/Divulgação.

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Myasava avalia desempenho em Curitiba

O paranaense Gustavo Myasava deixa Curitiba com saldo positivo na 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo. O piloto da equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Hotel e Casino Acaray/Noma venceu a prova de ontem e com os 20 pontos subiu de oitavo para sexto na classificação do campeonato, com 60 pontos, ficando a 23 pontos do líder Gaetano di Mauro.

Além da vitória de ontem, quando completou as 21 voltas da prova em 36s45s867, ele foi o mais rápido das duas corridas da etapa de Curitiba. Ontem percorreu os 3.695 metros do circuito curitibano em 1m26s46, média horária de 153,8 Km/h, e hoje, com pista molhada, também fez a volta mais rápida com 1m34s160, andando à média horária de 141,2 Km/h.

Como o regulamento do Brasileiro de Turismo determina que o grid da segunda prova de cada etapa é formado com a inversão da ordem de chegada da primeira prova, Gustavo Myasava, vencedor de ontem, largou em sexto na prova de hoje. No entanto, ele escapou na Curva da Vitória na largada e deixou escapar a oportunidade de brigar pela segunda vitória no fim de semana. Gustavo explica que chovia fino na hora da largada, e tentou sair forte para ganhar posições já na largada. Com a pista lisa, saiu da pista e caiu para as últimas colocações. Gustavo continuou na prova e andando forte fez a melhor volta na sexta passagem. Ele concluiu a corrida na 17ª colocação. “Arrisquei e infelizmente não deu certo. A ideia era ganhar posições e imprimir um ritmo forte para buscar a liderança logo nas primeiras voltas. Mas estou contente com a primeira vitória na categoria. Vamos trabalhar muito para que novas vitórias venham nas próximas etapas”, diz Gustavo Myasava.

Disputada com uma chuva fina, a prova teve a vitória do paulista Gaetano di Mauro, que completou as 21 voltas da prova em 37m46s966. A classificação do campeonato ficou embolada após a etapa de Curitiba. Gaetano de Mauro e Pietro Rimbano dividem a liderança, com 83 pontos cada um. Gabriel Robe é o terceiro colocado, com 82. Gustavo Myasava subiu de oitavo para sexto, com 60 pontos.

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo será disputada nos dias 22 e 23 deste mês, em Curvelo, interior de Minas Gerais.

Confira o resultado da segunda prova de Curitiba
1º) Gaetano di Mauro, com 21 voltas em 37m46s966
2º) Gabriel Robe, a 8s656
3º) Marco Cozzi, a 23s933
4º) Pietro Rimbano, a 24s273
5º) Luca Milani, a 29s945
6º) Lukas Moraes, a 33s917
7º) Vitor Baptista, a 48s105
8º) Gustavo Frigotto, a 49s413
9º) Pedro Saderi, a 50s671
10º) Giulio Borlenghi, a 54s549
11º) Mateus Muniz, a 54s627
12º) Raphael Campos, a 1m08s105
13º) Renato Braga, a 1m21s417
14º) Antonio Matiazzi, a 1m32s218
15º) Lucas Peres, a 1 volta
16º) Raphael Reis, a 1 volta
17º) Gustavo Myasava, a 1 volta.
18º) Tuca Antoniazzi, a 2 voltas
19º) Fernando Croce, a 10 voltas.

Classificação do campeonato após quatro etapas (oito provas)
1º) Gaetano di Mauro, com 83 pontos
2º) Pietro Rimbano, 83
3º) Gabriel Robe, 82
4º) Luca Milani, 72
5º) Gustavo Frigotto, 66
6º) Gustavo Myasava, 60
7º) Raphael Reis, 54
8º) Guido Borlenghi, 54
9º) Edson Coelho, 47
10º) Mateus Muniz, 41
11º) Marco Cozzi, 34
12º) Vitor Baptista, 33
13º) Tuca Antoniazzi, 16
14º) Fábio Fogaça, 11
15º) Lukas Moraes, 11
16º) Dudu Taurisano, 8
17º) Raphael Campos, 7
18º) Pedro Saderi, 4
19º) Antonio Matiazzi, 3
20º) Lucas Peres, 3
21º) Fernando Croce, 2
22º) Renato Braga, com 1 ponto

Classificação do campeonato de equipes
1º) RKL Competições, com 149 pontos
2º) W2 Racing, 137
3º) Motortech, 123
4º) MRF Motorsport, 111
5º) Full Time Academy, 87
6º) Nascar Motorsport, 37
7º) Motorsport, 16
8º) L3 Motorsports, 6
9º) C.A. Competições, com 2 pontos

Foto: Vanderley Soares/Divulgação
Texto: Luiz Aparecido da Silva/Divulgação.

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Gustavo Myasava vence pela primeira vez no Brasileiro de Turismo

O Autódromo Internacional Raul Boesel, localizado na Região Metropolitana de Curitiba foi palco da primeira corrida do Campeonato Brasileiro de Turismo neste sábado (01).

Correndo em casa, Gustavo Myasava conquistou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro de Turismo. Paranaense de Cascavel, o piloto da equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Casino e Hotel Acaray/Noma largou na quinta colocação e aproveitou bem todas as oportunidades que surgiram para ganhar posições. 

Myasava completou as 21 voltas da prova em 36s45s867, chegando 1s323 à frente da Raphael Reis, que largou na pole position. Gustavo largou em quinto, pulou para terceiro na largada e na relargada após o safety car do incidente do Borlenghi, pulou para segundo. Faltando oito minutos para o fim da prova, ultrapassou Raphael Reis na Curva da vitória e manteve a ponta até a entrada do safety car em função do acidente de Gustavo Frigotto. A prova terminou com o safety na pista. 

Em terceiro se classificou Luca Milani, que chegou à frente de Marco Cozzi, Pietro Rimbano e Gaetano di Mauro, que pela ordem, ocuparam a seis primeiras colocações. 

Para a segunda prova da etapa de Curitiba, Gustavo vai largar na sexta colocação, uma vez que o grid é formado com a inversão dos seis primeiros colocados da prova de hoje. 

A vitória de Gustavo Myasava foi bastante comemorada por todos os integrantes da equipe, que está sua quarta prova. “Graças a Deus a primeira vitória veio em Curitiba, no meu Estado. É uma pista que sempre ando bem e hoje pude realizar o sonho que já esteve perto em diversas oportunidades. É muito bom comemorar com a família, patrocinadores e dar esta alegria também aos integrantes da equipe, que trabalham com muito afinco para nos dar carros competitivos”, frisa Gustavo.

Para a prova de amanhã, que terá largada às oito horas, Gustavo ira largar em sexto e diz que a estratégia será a mesma, pois será apenas uma posição a mais do que a de hoje. Como o carro estava rendendo bem e o tempo que teve safety car na pista, sobraram push-to-pass que poderão nos ajudar no caminho de mais uma vitória neste domingo”, completa Gustavo Myasava.

Pedro Saderi, que está estreando na equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Casino e Hotel Acaray/Noma, largou em 13º e imprimiu um ritmo forte, porém abandonou na terceira volta, quando para evitar bater no concorrente que estava à sua frente, escapou da pista.

Confira como ficou o resultado final da primeira prova:

01 Gustavo Myasava – 21 voltas em 36min45s867
02 Raphael Reis – a 1s323
03 Luca Milani – a 1s687
04  Marco Cozzi – a 3s056
05 Pietro Rimbano – a 4s094
06 Gaetano di Mauro – a 4s521
07 Raphael Campos – a 6s670
08 Gabriel Robe – a 7s130
09 Lukas Moraes – a 8s338
10 Tuca Antoniazzi – a 10s004
11 Fernando Croce – a 11s402
12 Renato Braga – a 12s04
13 Lucas Peres – a 12s84
14 Gustavo Frigotto – a uma volta
15  Giulio Borlenghi – a 5 voltas

Não completaram  a prova

Antonio Matiazzi
Vitor Baptista 
Pedro Saderi
Mateus Muniz

Texto: Luiz Aparecido

Fotos: Fernanda Freixosa/Vicar-Divulgação.

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

MRF disputa a primeira corrida em casa

A primeira vez ninguém esquece. É neste clima que os pilotos da equipe MRF Motorsport/Drugovich Peças/Hotel e Cassino Acaray/Noma encaram a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo a ser disputada neste fim de semana em Cascavel, no Paraná. Será a primeira corrida da escuderia em casa.

Gustavo Myasava está empolgado por correr em casa, com equipe própria e diz que seu parceiro, o mineiro Edson Coelho, também se sentirá em casa, uma vez que sempre teve excelente performance quando correu em Cascavel. “Estamos confiantes. Todos os integrantes da equipe estão empolgados. O fim de semana será de muito trabalho, mas com perspectivas de bons resultados”, acentua Gustavo.

A empolgação de todos os integrantes da MRF é maior ainda com a chegada de um novo patrocinador. Trata-se do Hotel e Cassino Acaray, de Ciudad Del Est, do Paraguai, que faz sua estreia como patrocinador na etapa de Cascavel.

A programação da terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo em Cascavel começa nesta sexta-eira, com a realização de duas sessões de treinos livres, que serão realizadas das 9h25 às 10h05 e das 15h15 às 15h55. No sábado, o treino livre será das 8h40 às 8h50 e o treino classificatório para definição do grid de largada está previsto para das 10h40 às 10h50. A primeira corrida tem sua largada prevista para às 14h40. A segunda corrida será no domingo, com largada às 9h47.

Texto: Luiz Aparecido da Silva
Foto: Vanderley Soares – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Punições alteram resultado do Brasileiro de Turismo

Pietro Rimbano venceu a segunda corrida da rodada dupla do Campeonato Brasileiro de Turismo em Santa Cruz do Sul. No entanto, após a corrida, os comissários desportivos puniram o piloto do carro 17 com 20 segundos no seu tempo total de prova, por irregularidades no pit stop obrigatório. Com isso, Rimbano caiu para sétima posição. Segundo colocado na pista, Luca Milani também sofreu uma punição que acresceu 20 segundos ao seu tempo final de prova, também por irregularidades no pit stop, o jogando para a oitava colocação.

As punições garantiram a Gustavo Frigotto a vitória, a primeira do piloto do carro 86 na temporada. Gaetano di Mauro finalizou em segundo e Mateus Muniz em terceiro.

O campeonato também sofreu alterações e Gaetano di Mauro é o líder, com 49 pontos, contra 40 de Rimbano e 39 de Frigotto.

Veja como ficou o resultado final da corrida, após as punições:
1) 86 Gustavo Frigotto – 21 voltas em 37min06s174
2) 11 Gaetano di Mauro – a 6s987
3) 19 Matheus Muniz – a 8s015
4) 35 Gabriel Robe – a 11s778
5) 7 Giulio Borlenghi – a 16s387
8) 99 Edson Coelho – a 17s530
7) 17 Pietro Rimbano – a 17s689
8) 177 Luca Milani – a 18s276
9) 46 Tuca Antoniazzi – a 36s008
10) 117 Gustavo Myasava – a 40s022
11) 78 Lucas Peres – a 1 volta
Não completaram a prova:
12) 23 Marco Cozzi
13) 33 Antonio Matiazzi
14) 8 Dudu Taurisano
15)77 Raphael Reis

Pietro Rimbano vence Corrida segunda corrida em Santa Cruz

O Campeonato Brasileiro de Turismo realizou na manhã deste domingo a segunda corrida da rodada dupla da segunda etapa da categoria, em Santa Cruz do Sul, localizada a 150km da capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. A prova vencida por Pietro Rimbano teve a largada com carro de segurança na pista devido a um acidente durante o aquecimento que tirou o pole Raphael Reis da rodada. Luca Milani, Gustavo Frigotto, Gaetano di Mauro e Matheus Muniz completaram o pódio.

O carro de segurança foi obrigado a entrar novamente na pista por algumas voltas, após acidente com Antonio Matiazi, e isso ajudou Pietro Rimbano a suportar a pressão de Luca Milano no fim e garantir a vitória, além da liderança do campeonato, com 54 pontos. “A corrida foi muito boa para mim, a entrada do carro de segurança acabou ajudando na estratégia. Tenho que agradecer muito a equipe por me dar um carro rápido, ontem tivemos problema e eles ficaram até tarde trabalhando. Vamos abrir uma vantagem boa no campeonato e tentar administrá-la na próxima corrida”, disse.

Vencedor da primeira corrida, Luca Milani chegou a pressionar Rimbano para conquistar a dobradinha em Santa Cruz do Sul, mas terminou na segunda colocação. O piloto da C2 Team foi quem mais somou pontos na etapa,36, assumindo a terceira posição com 42 pontos. “A equipe me deu um carro muito bom, me senti confortável durante todo o final de semana. Subimos bastante no campeonato, concretizamos nossos objetivos e mostramos nosso potencial. Vamos continuar trabalhando para manter os bons resultados mesmo com o lastro que vamos carregar na próxima corrida”, comentou Milani.

A terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo será realizada no dia 11 de junho, no autódromo de Cascavel (PR). Veja o resultado final da segunda corrida da rodada dupla de Santa Cruz do Sul.

1) 17 Pietro Rimbano – 37min03s863 em 21 voltas
2) 177 Luca Milani – a 0s587
3) 86 Gustavo Frigotto – a 2s311
4) 11 Gaetano di Mauro – a 9s298
5) 19 Matheus Muniz – a 10s326
6) 35 Gabriel Robe – a 14s089
7) 7 Giulio Borlenghi – a 18s698
8) 99 Edson Coelho – a 19s841
9) 46 Tuca Antoniazzi – a 38s319
10) 117 Gustavo Myasava – a 42s333
11) 78 Lucas Peres – a 1 volta
Não completaram a prova:
12) 23 Marco Cozzi
13) 33 Antonio Matiazi
14) 8 Dudu Taurisano
15) 77 Raphael Reis
Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

Classificação do campeonato:
1. Pietro Rimbano – 54
2. Gaetano di Mauro – 44
3. Luca Milani – 42
4. Giulio Borlenghi – 33
5. Gustavo Frigotto – 32
6. Raphael Reis – 29
7. Vitor Baptista – 27
8. Edson Coelho – 27
9. Mateus Muniz – 27
10. Gustavo Myasava – 18
11. Gabriel Robe – 17
12. Fabio Fogaça – 11
13. Tuca Antoniazzi – 10
14. Dudu Taurisano – 8
15. Antonio Matiazzi – 3
16. Marco Cozzi – 3
17. Lucas Peres – 2
18. Fernando Croce – 0

Texto: Vicar/Divulgação.
Foto: Fernanda Freixosa/Vicar-Divulgação.

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

MRF tem novidades para a etapa do Brasileiro de Turismo em Santa Cruz

Depois de seis semanas da realização da primeira etapa, em Goiânia, o Campeonato Brasileiro de Turismo recomeça neste fim de semana em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul. A equipe paranaense MRF Motorsport chega para a segunda etapa da temporada com novidades e seus pilotos supermotivados.

A partir desta etapa a MRF tem um novo engenheiro. Experiente, Victor de Bassi chega à equipe, que tem também um novo patrocinador. A Água Mineral Sferriê se junta a Drugovich Peças e a Noma como parceiros da escuderia dos pilotos Gustavo Myasava e Edson Coelho Júnior.

Gustavo Myasava e Edson Coelho chegam a Santa Cruz com a expectativa de mais uma grande atuação da equipe. Os dois querem ir ao pódio nas duas provas. “Nestes quase 60 dais sem corrida, trabalhamos muito na sede da equipe, em Cascavel. Estou confiante”, acentua Myasava.

Já Edson Coelho, que conquistou o segundo lugar na primeira prova da etapa de Goiânia diz que as chances de vitória em Santa Cruz são promissoras. “A equipe nasceu competitiva e a meta é ir ao pódio com os dois pilotos”, frisa Coelho.

A programação do Brasileiro de Turismo em Santa Cruz do Sul começa nesta sexta-feira, com duas sessões de treinos livres, que serão realizadas das 8 às 8h40 e das 10h20 às 11 horas. Nos sábado, o warm-up será das 8h25 às 8h35, ao passo que o treino classificatório está programado para das 8h45 às 8h55. A primeira corrida da etapa gaúcha está marcada às 14h55. A segunda corrida será no domingo, com largada às 8h35.

Após a realização da primeira etapa (duas provas), a classificação do Campeonato Brasileiro de Turismo é a seguinte:
1º) Gaetano di Mauro, com 33 pontos;
2º) Vitor Baptista, 27;
3º) Pietro Rimbano, 25;
4º) Raphael Reis, 22;
5º) Edson Coelho, 16;
6º) Guido Borlenghi, 14;
7º) Gustavo Myasava, 13;
8º) Fabio Fogaça, 11;
9º) Dudu Taurisano, 8;
10º) Mateus Muniz, 7;
11º) Luca Milani, 6;
12º) Gabriel Robe, 5;
13º) Gustavo Frigotto, 4;
14º) Marco Cozzi e Tuca Antoniazzi, com 2 pontos cada um.

Texto: Luiz Aparecido da Silva
Foto: Vanderley Soares – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Gaetano Di Mauro é lider do Campeonato Brasileiro de Turismo

Depois de uma vitória brilhante na estreia no Campeonato Brasileiro de Turismo, na tarde de sábado (01), Gaetano Di Mauro terminou a segunda prova do fim de semana, realizada neste domingo (02) na terceira colocação, resultado que garante a ele a ele a liderança do campeonato, após a primeira etapa, em Goiânia.

Por regulamento, o líder do campeonato, é obrigado a carregar, um peso extra de 80 quilos no carro. Isso foi o que aconteceu com Di Mauro, tornando a corrida deste domingo mais complicada para o piloto da Academia Shell Racing.

“A corrida foi difícil, o peso extra atrapalhou muito. Eu consegui uma boa largada, que acabou facilitando um pouco as coisas. Eu estava bem perto dos líderes, mas a pista estava suja e eu acabei perdendo um pouco de tempo”, explicou Gaetano.

“Mesmo com todas as dificuldades na prova, eu consegui ganhar posições. Fiz uma parada rápida nos boxes, o que garantiu a terceira colocação no final, e isso me ajuda bastante no campeonato. Saio de Goiânia líder, porém ainda temos que trabalhar muito para continuar competitivo”, conclui.

Confira o resultado da prova 2, em Goiânia (5 primeiros):
1) 17 – Pietro Rimbano, 24 voltas
2) 120 – Vitor Baptista, a 0.798s
3) 11 – Gaetano Di Mauro, a 2.794s
4) 72 – Fábio Fogaça, a 11.560s
5) 77 – Raphael Reis, a 14.680s

Confira a classificação do campeonato, após uma etapa (5 primeiros):
1) – 11 Gaetano Di Mauro (W2 Racing), 33 pontos
2) – 120 Vitor Baptista (Full Time), 27 pontos
3) – 17 Pietro Rimbano (RKL Competições) – 25 pontos
4) – 77 Raphael Reis(W2 Racingo), 22 pontos
5) – 99 Edson Coelho (MRF Motorsport), 16 pontos

Texto: MOTORBIZ
Foto: Rodrigo Guimarães – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Pietro Rimbano vence a segunda corrida em Goiânia

O Campeonato Brasileiro de Turismo teve nesse domingo (02/04) a corrida de encerramento da primeira rodada dupla de 2017, no Autódromo de Goiânia. A vitória ficou com Pietro Rimbano, que largou na oitava posição e contou com boa recuperação para subir ao degrau mais alto do pódio. Vitor Baptista em segundo e Gaetano di Mauro, vencedor da prova disputada no sábado, finalizou em terceiro. Fábio Fogaça e Raphael Reis fecharam os cinco primeiros. Os resultados garantiram Gaetano di Mauro na liderança do campeonato.

A corrida começou com Pietro Rimbano e Vitor Baptista pulando para as primeiras posições e superaram o pole Giulio Borlenghi. Os dois se revezaram na liderança ao longo da prova. A briga ficou mais acirrada após a janela de pit stop, mas o lastro de 50kg no carro de Vitor, ajudou Rimbano a ultrapassá-lo e garantir a vitória da segunda bateria em Goiânia.

“Ontem estávamos com um problema nos freios, não conseguia segurar direito nas curvas e isso fazia com que eu tivesse que frear antes do ponto ideal. Com o resultado de hoje consegui salvar pontos importantes para o campeonato. Todos da equipe RKL estão de parabéns”, destaca Pietro.

Em sua primeira temporada pela RKL Motorsport, Rimbano diz que a vitória vai ajudar na evolução e no entrosamento com a equipe. “Foi um final de semana de muitas dificuldades. Estou em uma equipe nova e por isso ainda não tinha muita afinidade com os mecânicos. Isso torna a vitória de hoje ainda mais importante e dá um animo para a equipe. Começar a temporada vencendo só tem a agregar”, concluiu o vencedor.

Texto: Vicar
Foto: Fábio Davin, Fernanda Freixosa/Vicar – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Gaetano di Mauro fica com a vitória na primeira do Brasileiro de Turismo

A primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo começou a ser disputada neste sábado (01), no Autódromo de Goiânia. A primeira corrida do final de semana foi marcada pelo duelo à parte entre os dois primeiros do grid: o pole Edson Coelho e Gaetano di Mauro. E quem levou a melhor foi o piloto da Shell Racing, que ultrapassou o adversário na penúltima volta e venceu a primeira corrida de sua carreira na categoria. Raphael Reis, Vitor Baptista e Gustavo Myasava completaram o pódio.

“Foi uma corrida difícil, tive que esperar ele usar todos os botões de ultrapassagem no começo e fui segurando meu pneu para ter essas voltas rápidas no final. Essa foi minha estratégia. Não esperava vencer na estreia na categoria, o trabalho da equipe foi excelente”. O vencedor da primeira bateria terá 80kg de lastro na corrida de amanhã, que terá transmissão ao vivo no SporTV 2, a partir das 08h35.

Segundo colocado na corrida, Edson Coelho lamenta ter errado ao acionar o botão de ultrapassagem involuntariamente, mas reclama de um toque de Gaetano na ultrapassagem que determinou o resultado final. “A corrida estava controlada, mesmo com o desgaste dos pneus. A situação complicou quando acionei o push acidentalmente e fiquei sem utilizar o botão de ultrapassagem por duas voltas na reta e perdi a vantagem”, comentou o piloto mineiro.

Outro confronto que também chamou a atenção durante a primeira bateria foi entre Gustavo Myasava e o estreante Vitor Baptista, que brigaram pela quarta posição por várias voltas. Dessa vez, quem se deu melhor foi o piloto da Full Time, que assim como Gaetano, fez sua primeira prova na categoria.

Veja como ficou a classificação final da primeira bateria do Brasileiro de Turismo:
1. 11 – Gaetano di Mauro – 21 voltas em 32min23s406
2. 99 – Edson Coelho – 5.640
3. 77 – Raphael Reis – 10.893
4. 120 – Vitor Baptista – 15.586
5. 117 – Gustavo Myasava – 15.759
6. 7 – Guido Borlenghi – 24.090
7. 177 – Luca Milani – 24.251
8. 17 – Pietro Rimbano – 36.849
9. 35 – Gabriel Robe – 43.007
10. 8 – Dudu Taurisano – 57.648
11. 23 – Marco Cozzi – 1:02.268
12. 19 – Mateus Muniz – 1:06.543
13. 46 – Tuca Antoniazzi – a 1 volta
14. 86 – Gustavo Frigotto – a 2 voltas
Não completaram 75% da prova
15. 84 – Fernando Croce – a 13 voltas
16. 72 – Fabio Fogaça – a 16 voltas

Texto: Vicar
Foto: Duda Bairros/Vicar – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

MRF tem boa estreia no Brasileiro de Turismo

A MRF Motorsport/Drugovich Peças/Noma teve uma boa estreia no Campeonato Brasileiro de Turismo, hoje (sábado), em Goiânia. A equipe paranaense, que tem sua sede em Cascavel, colocou seus dois carros no TOP 10 do grid de largada, com o mineiro Edson Coelho na pole position e o paranaense Gustavo Myasava em sétimo. Na prova, Coelho terminou na segunda colocação e Gustavo em quinto.

Mesmo comemorando os bons resultados, todos os integrantes da escuderia tinham um pouco de frustração. Coelho largou bem, assumiu a ponta e liderou até a última volta, quando levou um toque de Gaetano di Mauro e perdeu a liderança, perdendo a poucas curvas da bandeirada final a conquista da vitória na corrida de estreia da MRF. “Infelizmente os comissários consideram a atitude do Gaetano como normal de corrida. Agora é partir para a segunda corrida, neste domingo pela manhã e tentar a vitória”, acentua Edson Coelho.

Já a quinta colocação de Gustavo Myasava foi conquista depois de muito trabalho. Ele largou em sétimo e brigou da primeira a última volta. Trocou de posições várias vezes com seus adversários e perdeu a quarta colocação para Vitor Baptista a duas voltas do fim da prova. “Foi um sufoco. Troquei de posição várias vezes. O quinto lugar significa pontos importantes para a classificação do campeonato. Na segunda prova, acredito que poderemos brigar pelas três primeiras colocações”, frisa Gustavo Myasava.

A segunda prova da primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo terá sua largada às 8h35min deste domingo, com transmissão ao vivo pela SporTV2.

Resultados da 1ª prova do Brasileiro de Turismo
1º) Gaetano di Mauro, 21 voltas em 32m23s406
2º) Edson Coelho, a 5s640
3º) Raphael Reis, a 10s893
4º) Vitor Baptista, a 15s586
5º) Gustavo Myasava, a 15s759
6º) Guido Borlenghi, 24s090
7º) Luca Milani, a 24s251
8º) Pietro Rimbano, a 36s849
9º) Gabriel Robe, a 43s007
10º) Dudu Taurisano, a 57s648
11º) Marco Cozzi, a 1m02s268
12ڎ) Mateus Muniz, a 1m06s543
13º) Tuca Antoniazzi, a 1 volta
14º) Gustavo Frigotto, a 2 voltas
15º) Fernando Croce, a 13 voltas
16º) Fábio Fogaça, a 16 voltas

Texto: Luiz Aparecido da Silva
Foto: Vanderley Soares – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Rafael Suzuki inicia trabalho com Cavaleiro Sports

A espera de mais de três meses finalmente acabou para os pilotos, equipes e fãs da principal categoria do automobilismo brasileiro. A Stock Car abre nesta semana a temporada 2017, no tradicional circuito de Goiânia, cheia de novidades no grid e também no formato das disputas. A “dança das cadeiras” foi grande desde o ano passado para cá, e quem está animado com a casa nova é o piloto Rafael Suzuki. Completando 20 anos de carreira em 2017, o paulista – que representa o estado do Maranhão nas pistas – vai correr pela Cavaleiro Sports, equipe que também está em nova fase na categoria, agora com estrutura própria e expectativa de muita evolução ao longo do campeonato.

Suzuki vai para sua quarta temporada consecutiva na Stock Car e quer aproveitar a experiência adquirida nos últimos anos para demonstrar ainda mais competitividade e consistência ao longo do ano. Para o piloto de 29 anos, estar na zona de pontuação em todas as etapas será o objetivo principal, em busca de uma boa posição na classificação geral.

O palco da primeira etapa do ano também é um fator positivo, segundo Suzuki. Goiânia foi uma das pistas em que o piloto mais andou com o carro de Stock Car desde sua estreia na categoria em 2014. No ano passado, Rafael chegou a liderar um dos treinos livres – marcando a melhor volta do ano no circuito -, e brigou pelo pódio na corrida. O piloto também destacou o ótimo ambiente, já que o público sempre comparece em peso e vibra com as disputas.

A Stock Car também tem mudanças no formato da competição, prometendo ainda mais emoção e equilíbrio nas etapas. As rodadas duplas continuam sendo maioria, com 10 das 12 etapas totais sendo realizadas dessa forma, mas a partir de agora as duas corridas do domingo terão o mesmo tempo de duração, com 40 minutos cada e pit-stop obrigatório em ambas. Além dos 30 pontos para o vencedor da primeira bateria, o vencedor da segunda prova soma 20 pontos.

A classificação, que define o grid de largada para a corrida 1 também mudou, e será dividido em três partes, com um formato similar ao da Formula 1: no Q1, todos os carros vão para a pista, divididos em dois grupos, e tem oito minutos para marcarem suas voltas. Então, os 15 mais rápidos se classificam para o Q2, quando têm mais oito minutos para se garantirem na fase decisiva, o Q3, quando apenas os seis melhores participam – cada um vai sozinho para a pista, e tem uma volta lançada para marcar seu tempo. Já o grid de largada para a corrida 2 permanece como nos últimos anos, baseado no resultado da corrida 1 e invertendo os 10 primeiros colocados.

“Goiânia é uma das minhas pistas preferidas no calendário, e fico feliz por começarmos o ano lá. Gosto do traçado, já tive bons finais de semana lá, e o apoio da torcida é sempre muito grande. Confio muito no projeto da Cavaleiro Sports para essa temporada, eles estão com uma nova estrutura e tem uma ótima gestão e o objetivo de crescer bastante ao longo do campeonato. É normal haver um período de adaptação, mas estivemos juntos nessa pré-temporada na oficina, e vamos trabalhar duro na pista para que possamos colher bons frutos o quanto antes. Com esse novo formato das corridas, será importante acertar na estratégia, ter bom ritmo e buscar somar o máximo de pontos a cada prova, e com base nessa regularidade, estarmos bem posicionados na classificação geral”, afirmou o piloto.

As atividades de pista em Goiânia têm início nesta quinta-feira, com dois treinos livres de 1 hora cada, válidos como uma pré-temporada para os competidores. Na sexta, acontece o primeiro treino livre da etapa, enquanto no sábado são realizado o segundo treino livre e a classificação, com transmissão ao vivo do Sportv a partir das 13h. As duas primeiras corridas da Stock Car 2017 acontecem no domingo, com largada às 13h e também serão transmitidas ao vivo e na íntegra pelo Sportv.
O evento ainda terá corridas do Campeonato Brasileiro de Turismo e Mercedes-Benz Challenge.

Rafael Suzuki tem o apoio de Midway Suplementos e Banco Daycoval.

Texto: Eversports
Foto: Eversports, Carsten Horst/Hyset – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Cristian Mohr confiante para a temporada 2017

No próximo fim de semana a cidade Goiânia recebe a abertura da temporada 2017 da Mercedes-Benz Challenge. A categoria dos carros dos sonhos desembarca na capital de Goiás junto com a Stock Car e Campeonato Brasileiro de Turismo. O piloto Catarinense Cristian Mohr, que corre na categoria CLA/AMG, vai para a segunda temporada pela WCR Team, equipe que corre desde ao ano passado. Este será o primeiro ano que Cristian Mohr fará o campeonato completo pela WCR Team, pois em 2016 ele entrou na equipe com o campeonato em andamento.

Cristian está otimista com a primeira prova no circuito goiano.

“Goiânia é uma pista que eu me adapto bem, já tive bons resultados, ganhei corrida, já fiz pódio e gosto muito de andar lá”, enfatiza. “A equipe apresentou um excelente trabalho em 2016 e vamos continuar com eles esse ano iniciando a temporada na equipe, pois ano passado entrei praticamente no meio do campeonato, por isso 2016 foi um ano de adaptação, de conhecer bem a equipe para me preparar para esta temporada de”, realça Mohr.

“Viemos melhorando ao longo da temporada, inclusive ganhamos uma etapa em Curitiba e em várias outras etapas andamos bem, e na frente”, ressalta o catarinense.

Para o piloto a tendência em 2017 é conquistar o campeonato. “Estamos nos preparando mais, a equipe está mais entrosada e o carro melhorando”, afirma. “Temos grandes chances de ser campeões. Existe várias equipes e pilotos fortes neste campeonato, mas com certeza estamos em condições de disputar o título, sim”, salienta Cristian Mohr.
Cristian Mohr conta como patrocínio da Votorantim Cimentos, Cimentos Tocantins,WDCom Combustíveis, Grupo Max Mohr.

A prova será transmitida ao vivo no canal Band sports.

Texto: Assessoria Schaefer
Foto: Claudio Kolodziej – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Motortech espera boa temporada no Brasileiro de Turismo

Atual bicampeã do Campeonato Brasileiro de Turismo, a Motortech By Viemar inicia neste fim de semana, no Autódromo de Goiânia, a busca pelo tricampeonato. Com uma novidade: neste ano, a equipe contará com três carros. Vice-campeão do ano passado, Gabriel Robe passará a ter como companheiro o paulista Matheus Muniz, de 18 anos, egresso da Fórmula 3. Aos 45 anos, Tuca Antoniazi representará a Motorsports, uma segunda equipe administrada pela Motortech, de Caxias do Sul.
 
Empolgado com a oportunidade, o jovem Muniz admitiu ter sentido as diferenças entre um carro de Fórmula 3 e Turismo. No entanto, elogiou a Motortech By Viemar pelo trabalho que, segundo o piloto, vem facilitando o processo de adaptação. “Está sendo muito bom, melhor do que eu esperava. A equipe é muito boa, muito atenciosa. Está disponibilizando vários equipamentos para mim, como na questão de telemetria e vídeo. O Gabriel Robe também está me ajudando bastante com isso, com traçado, mão do carro”, afirmou. “Como estou acostumado com Fórmula 3, existem diferenças. Nela, o carro é mais leve, mas, mesmo sendo de 4 cilindros, o toque do Turismo, que é V8, é muito maior. Então, o Robe me ajuda bastante com isso, controle de pedal e freada”, completou.
 
O desejo de Antoniazi é o mesmo: aproveitar os primeiros contatos com o carro para se adaptar. “Acho que vou levar certo tempo até andar bem e pegar a experiência de corrida, mas tenho certeza que vou chegar lá”, comentou, confiante, o gaúcho.
 
Sediada em Caxias do Sul, a Motortech By Viemar busca o terceiro título por equipes em 2017. Sem contar mais com o bicampeão da categoria Márcio Campos, que foi para a Stock Car, a equipe aposta as fichas no talento de Gabriel Robe, vice-campeão do ano passado, para buscar o título. “A gente acredita muito no Gabriel, que é praticamente da casa, vai para o terceiro ano na Turismo, e no Matheus Muniz. Esses dois vão pontuar pela Motortech By Viemar. O Matheus tem apenas 18 anos, é muito rápido e tem um futuro brilhante, mas precisa de um período de adaptação. Então, nossa estratégia é pontuar o melhor possível no início para depois adquirir bagagem e seguir ganhando resultados” projeta Adilson Morari, chefe da equipe.
 
A corrida 1 da etapa de Goiânia está marcada para o próximo sábado, dia 1º de abril, às 11h30min. A segunda, ocorre no domingo, às 8h15min. Ambas terão transmissão ao vivo do Sportv.

Texto: Divulgação
Foto: Maurício Martins/MT90  – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização