Confusão marca negativamente as 500 Milhas de Kart

Por Robério Lessa – A edição de 2017 das 500 Milhas de Kart Granja Viana, disputada no último sábado (16), no Kartódromo da Granja Viana, em Cotia (SP), foi manchada pelo episódio mais dantesco que vi nos meus 21 anos cobrindo o automobilismo.

Faltavam poucas voltas para o final da prova de longa duração quando o piloto Rodrigo Dantas, da equipe MDG Matrix bloqueava o kart de Tuka Rocha da Sambaíba Centerbus Racing, que disputava a liderança da prova com o outro kart da MDG Matrix guiado por Felipe Massa. Após vários toques eles foram parar na barreira de pneus.  Os dois desceram dos karts e começaram a trocar empurrões quando Rodrigo conseguiu segurar Tuka pelo macacão em derrubá-lo no chão, partindo para cima dele como em uma luta de MMA, aplicando-lhe um golpe de imobilização do qual o golpeado só conseguira livrar-se com a ajuda de um companheiro de equipe que chegou para socorrê-lo.

O Golpe que atingira Tuka, derrubara também todo o brilho da prova, tida como uma espécie de confraternização dos pilotos, vencida pela equipe Hero Motorsport, capitaneada por Rubens Barrichello, e  as duas escuderias que se digladiaram na pista foram desclassificadas.

Após o episódio, a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), por meio de nota assinada pelo seu presidente Waldner Bernardo “Dadai”, manifestou repúdio e recomendou à  Liga Paulista de Automobilismo (entidade promotora da corrida) punição “enérgica” aos envolvidos.

Leia a nota na íntegra:

A Confederação Brasileira de Automobilismo vem a público manifestar seu total repudio ao aviltante fato ocorrido durante as 500 Milhas de Kart Granja Viana. Cenas como as vistas neste último sábado, 16, desonram qualquer apaixonado por velocidade e lesam de forma contundente a imagem do nosso esporte.

Atitudes assim não podem, sob nenhuma hipótese, passar incólumes. Pelo bem da nossa modalidade, exigimos que a Liga Paulista de Automobilismo e seu tribunal tomem atitudes enérgicas contra os personagens que geraram tão inqualificável episódio.

Ainda que o evento tenha sido realizado por uma instituição independente, ou seja, não subordinada às instâncias jurídicas da CBA, nós, como entidade máxima do automobilismo, daremos todo o apoio necessário para que a LPA possa fazer justiça junto aos envolvidos. Já nesta próxima segunda, 18, enviaremos um ofício a sua diretoria solicitando que sejam aplicadas todas as medidas cabíveis.

Por fim, qualquer que seja a punição aplicada, esperamos que todos os profissionais envolvidos possam enxergar e compreender o desserviço que prestaram ao nosso esporte e que fatos como esse nunca mais voltem a ocorrer em nossas pistas.

Waldner Bernardo “Dadai”
Presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo

Incomodada com a gigantesca repercussão negativa, a empresa patrocinadora da equipe de Felipe Massa também emitiu nota de repúdio ao ocorrido na Granja Viana.

A Matrix Energy Trading – maior trading independente de energia do Brasil e forte apoiadora do esporte a motor nos últimos quatro anos – vem a público manifestar seu total repúdio ao ocorrido na noite deste sábado (dia 16) nas voltas finais das 500 Milhas de Kart, realizadas no kartódromo da Granja Viana, em Cotia (SP).

Como patrocinadora da equipe MDG Matrix, liderada por Felipe Massa e Lucas di Grassi, gostaríamos de ressaltar que somos totalmente contrários a qualquer tipo de atitude antidesportiva e atos de agressão, como infelizmente ocorreram.

Um fato isolado, que tirou o brilho de um grande evento de confraternização e companheirismo, reunindo as principais estrelas do automobilismo nacional.

A Matrix Energy Trading acredita fortemente no apoio ao automobilismo brasileiro e seguirá investindo em projetos de desenvolvimento do esporte e na formação de carreira de jovens talentos do país.

No entanto, faz questão de destacar que jamais concordará com este tipo de atitude dentro de uma competição esportiva, ferindo o espírito de fair play.

Diretoria Matrix Energy Trading

Texto: Robério Lessa

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização